Leave a comment

Parque Lage no Rio de Janeiro

Ir ao Parque Lage é um dos nossos passeios preferidos no Rio. O lugar foi um engenho de açúcar no tempo do Brasil Colônia. Os vestígios desta época estão por toda parte: na Lavanderia dos Escravos, nas grutas, nas cavalariças e no lindo palacete onde hoje funciona a Escola de Artes Visuais do Rio de Janeiro.

O programa da Família Nômade no Parque Lage ficou muito legal porque tem uma participação super empolgada da Clara! :)

 

Para assistir às transmissões ao vivo, siga a página da Tv Nômade no Facebook e ative as notificações.

 


Leave a comment

Mirante do Aeroporto Santos Dumont

Uma dica boa para quem precisa ‘fazer uma hora’ pelo aeroporto Santos Dumont no Rio de Janeiro.

O programa da Família Nômade foi conhecer o mirante que tem uma incrível vista da Baía de Guanabara.

A entrada é gratuita.

 

O programa da Família Nômade é exibido todo domingo, na Tv Nômade, seu canal de TV no Facebook. Clique aqui para seguir.


Leave a comment

Dicas para viajar mais gastando menos

Muita gente se queixa que viajar ficou muito caro. Não deixa de ser verdade, mas se você fizer bastante pesquisa na internet e for um pouco mais flexível, é possível, sim, viajar gastando pouco.

IMG_1802

Veja nossas dicas:

Passagens aéreas

Dica 1: Fique de olho em sites como TripCoSkyscanner e Melhores Destinos para encontrar promoções de passagens aéreas.

Dica 2: Você também pode viajar de ônibus, mas fique atento. Nem sempre é mais barato.

Dica 3: Assine as newsletters de companhias aéreas para receber notificações de promoções.

Dica 4: Se possível, deixe para comprar passagens fora do horário comercial, quando as promoções são mais frequentes.

Dica 5: Alguns dias e horários costumam ter passagens mais baratas: terças, quartas e quintas, sábados à tarde, domingo bemmm cedinho.

Dica 6: Quando perceber que tem uma promoção, não demore para comprar. As companhias costumam disponibilizar apenas algumas poltronas por aquele preço e usam a promoção como chamariz.

Dica 7: Esta é super importante! Quando for comprar passagens por terceiros como Submarino Viagens, Decolar, etc, fique atento às taxas. Às vezes, as passagens parecem mais em conta do que no site da própria companhia aérea. Quando somam as taxas, o preço fica igual ou maior. Não é sempre que isso acontece. Eu mesma já comprei passagens pela Decolar, por exemplo, que mesmo com as taxas era mais barato, mas na maioria das vezes você se empolga que é suuper mais em conta e quando termina todo o processo de compra descobre que o preço era o mesmo.

Dica 8: Algumas companhias chamadas Low Cost, tem passagens bem baratinhas. Você consegue viajar entre países da Europa pagando bem pouco, tipo 10 euros!! A pegadinha é que TUDO soma no preço da passagem.. se você despachar bagagem, paga mais; se sua mala/mochila/bolsa de mão for maior que o tamanho permitido, paga mais; se fizer o check in prioritário, paga mais; se escolher lugar, paga mais… e assim vai. Atenção!!! Em algumas companhias, se você não fizer o check-in on-line e não imprimir seu bilhete, paga mais! Durante o vôo, nem a água é de graça! Maaaaas, se seu objetivo é economizar, vale. Eu já viajei de Ryanair. Veja post aqui.

 

Hospedagem

Dica 1: a primeira dica é ficar de olho nas promoções. Assine newsletters das redes hoteleiras e faça bastante pesquisa.

Dica 2: tenha o costume de procurar por dicas de hospedagem em blogs. Viajantes profissionais e blogueiros costumam ficar em lugares mais em conta e divulgam quando gostam. Neste post, por exemplo, eu indico um hotelzinho em Granada. Importante: olhe sempre a data do post e leve em consideração que as coisas podem mudar.

Dica 3: escolha datas fora de feriados e de altas temporadas. É a lei da oferta e procura. É importante também saber se seu destino é famoso pelo turismo tradicional ou pelo de negócios. Se for negócios, os preços mais em conta nos hotéis costumam ser nos finais de semana. Olha que beleza!

Dica 4: hostels, pousadas, albergues costumam ter preços menores. Mas não deixe de olhar os hotéis tradicionais. Muitos andam baixando o preço para poder competir com os pequenos.

Dica 5: reserve apartamentos de temporada. Hoje em dia, você encontra ótimos lugares em sites como Airbnb, Alugue Temporada e outros. Nestes casos é importante observar a forma de pagamento. Se é pelo site ou direto com o proprietário. Se for um site internacional, com pagamento pelo cartão de crédito, não esqueça que você paga taxas como o IOF.

Dica 6: que tal experimentar uma hospedagem alternativa? Ficar em casa de amigos, conhecidos, amigos de amigos de amigos? Ou ainda, trocar trabalho por hospedagem? Já fizemos um post com várias ideias. Veja aqui .

Dica 7: converse e pechinche. Nos hostels, nas pousadas e nos apartamentos de aluguel por temporada você consegue negociar preço e/ou outros benefícios. Perca a vergonha. Já fiz isso várias vezes e garanto que dá certo. Os proprietários costumam ter uma margem de negociação e nós precisamos aprender a pechinchar.

 

Alimentação

Dica 1: a sugestão de pegar orientações em blogs também vale aqui. Mas neste caso, se você fizer questão de experimentar comidas típicas e/ou ter uma refeição em um bom restaurante.

Dica 2: faça como os locais. Observe os moradores da cidade, pergunte onde eles costumam comer, investigue locais não-turísticos. É bem possível que você coma melhor e gaste muito menos.

Dica 3: vá ao mercado. Se você estiver em um apartamento de aluguel fica ainda mais fácil. Organize seu dia para dar tempo de cozinhar e comer ’em casa’. Compre iogurtes, queijos, sanduíches e leve com você. Sente no parque e faça um pique-nique. Você vai economizar muito.

 

Tem mais dicas ou dúvidas?

Escreva para nós!

 


Leave a comment

Voando Ryanair

Escrevendo sobre dicas para viajar barato, resolvi recuperar um post antigo, de 2010, quando voei pela companhia low-cost Ryanair.

Veja como foi…

(*post publicado em 2010)

Peguei um vôo saindo de Madri. Fiquei super empolgada quando vi o preço anunciado pela empresa: apenas 35 euros ida e volta!!! Mas aí começam as pegadinhas… Se for comprar Ryanair, fique atento para a passagem não acabar saindo mais cara!

Atenção a estes detalhes:

  1. o preço promocional da passagem não permite que você despache bagagem. Para isso, tem que pagar mais.

  2. para despachar carrinho de bebê, instrumentos musicais e equipamentos esportivos, tem que pagar a mais.

  3. você é obrigado a fazer o check-in pela internet e imprimir o cartão de embarque. Se chegar lá sem cartão de embarque, paga mais.

  4. na hora de pagar a passagem, é acrescentada uma taxa para quem não tem cartão de crédito da Ryanair.

  5. só é permitido levar 1 volume no avião, ou seja, ou você leva a bolsa ou leva uma mala pequena. Os dois não pode. Paga mais.

  6. este volume a bordo tem que ter no máximo 55cm x 40com x 20 cm e pesar até 10 quilos. Daí você pensa: “ah como eles vão saber as medidas?”… No embarque tem uma espécie de compartimento. Se a sua malinha não couber ali, adivinha? Paga mais.

Fora estas pegadinhas, tome cuidado também com os destinos. Eu, por exemplo, viajei para Paris e meu destino era o aeroporto de Beauvais. É uma cidade na região metropolitana. Para chegar à capital francesa, tem que pegar um ônibus logo na saída do aeroporto. Leva mais ou menos 1h20 para chegar a Paris (dependendo do trânsito) e custa 15 euros. Isto significa que para chegar à cidade-luz acabei gastando  75 euros e não os 35 que eu pensava no começo.

 

A bordo

Para ser bem sincera, devo confessar que levei um susto quando subi no avião. As poltronas pretas e amarelas me causaram uma impressão horrível e meu primeiro pensamento foi: bom, se cairmos vai ser fácil localizar o avião com este amarelo-sinalizador”!

Uma vez sentada, descobri que as poltronas além de feias,  não reclinam. Nem um milímetro!

A Ryanair também cobra pelo serviço de bordo. Ou seja, se você quiser uma água, tem que pagar. Eu pedi um pacotinho com dois biscoitos e uma Pepsi light de 125ml. Gastei 3,30 euros.

Outra coisa que me chamou a atenção no vôo foi a quantidade de vezes que os comissários de bordo anunciam algo para vender. Cheguei a contar. Foram 7 vezes. 2 vezes oferecendo lanche, 1 vez para oferecer cigarros sem fumaça (“para você poder fumar onde não é permitido”), 1 vez oferecendo bilhetes de loteria (“você compra e ajuda uma entidade beneficente”), 1 vez oferecendo perfumes, 1 vez oferecendo cartões para ligações internacionais e mais uma vez para oferecer o calendário 2011 da Ryanair (“com fotos das nossas lindas comissárias. Compre e ajude uma entidade beneficente”). Com tantas interrupções, o rapaz que estava do meu lado bem que tentou mas não conseguiu dormir.

Conclusão: vale a pena para trajetos curtos e para quem vai ficar poucos dias no destino. Minha sugestão é pesquisar bem todos os extras, colocar os números no papel e dar uma olhada em outras companhias que também tem boas promoções. Se ainda assim, ficar mais barato, a Ryanair é uma boa opção. Os comissários foram muito educados e o vôo não atrasou.

Boa viagem!


Leave a comment

10 Passeios de graça no Rio de Janeiro

Vai ao Rio? Veja nossas dicas de passeios gratuitos.

01. Jardins do Museu da República e Palácio do Catete (quarta e domingo) 

Os jardins do Museu da República têm entrada sempre gratuita e funcionam de terça a domingo.

IMG_9528

Para conhecer o lindíssimo Palacete e o quarto onde Getúlio Vargas se suicidou é preciso pagar R$ 6,00. Maaaas, às quartas e aos domingos a entrada no Palácio do Catete é de graça também!!

IMG_9594

Um passeio delicioso! Leia nosso post e veja como a visita vale a pena.

IMG_9590

Mais informações no site do Museu.

 

02. Parque Lage

Um lugar onde natureza e arte se encontram. O Parque Lage foi um engenho de açúcar no tempo do Brasil Colônia.

parque lage familia nomadeOs vestígios desta época estão por toda parte: na Lavanderia dos Escravos, nas grutas, nas cavalariças e no lindo palacete onde hoje funciona a Escola de Artes Visuais do Rio de Janeiro.

7994592113_4c0c7c813e_z

Foto: Ana Carina Lauriano/creative commons

O parque funciona todos os dias, das 8h00 às 17h00, tem parquinho para as crianças e, aos fins de semana, o café que funciona dentro do palacete costuma oferecer pocket shows gratuitos. A entrada é sempre de graça!

 

03. Real Gabinete Português

03

Foto: acervo Real Gabinete de Leitura

O Real Gabinete Português de Leitura é um dos lugares mais bonitos do centro do Rio. A biblioteca possui o maior acervo de autores portugueses fora de Portugal.

02

Foto: acervo Real Gabinete de Leitura

O prédio, em estilo neomanuelino (adorei o nome deste estilo), é muito bonito, tanto por fora quanto por dentro! Ele foi construído entre 1880 e 1887.

IMG_2433

Foto: Família Nômade

O Real Gabinete Português de Leitura fica na rua Luís de Camões, 30. Funciona apenas de segunda à sexta, das 9h às 18h. Mais informações no site.

 

04. Confeitaria Colombo

Os doces e salgados são deliciosos, mas gostoso mesmo é sentar nas mesinhas da Confeitaria Colombo, admirar os enormes espelhos belgas, os móveis em jacarandá, a construção de 1893 e imaginar que nestas mesas sentaram grandes nomes da nossa História como Chiquinha Gonzaga, Olavo Bilac, Machado de Assis. Você pode entrar, tirar fotos, conhecer o andar superior e não necessariamente comer. Ou seja, se você tiver muita força de vontade, a visita sai de graça! Nos avise se conseguir!

foto: Uwe Kempa (Flickr/creative commons)

foto: Uwe Kempa (Flickr/creative commons)

Além dos salões com mesinhas para a degustação dos quitutes, a Confeitaria Colombo no centro do Rio tem ainda um Espaço Memória com louças e embalagens antigas, fotos e cardápios que contam detalhes curiosos dos mais de 100 anos de história.

foto: Guilherme Jofili (Flickr/creative commons)

foto: Guilherme Jofili (Flickr/creative commons)

A Confeitaria Colombo fica na rua Gonçalves Dias, 32. Mais informações aqui.

05. MAR (às terças)

O Museu de Arte do Rio, conhecido como MAR, foi inaugurado em 2013 com uma proposta diferente: a de aproximar a arte do ensino público.

IMG_2415

As exposições não são fixas, por isso é legal dar uma olhada no site antes. Mas só pelo passeio em si, vale a pena. O MAR tem dois prédios, um de arquitetura bem moderna, construído originalmente para ser um terminal de ônibus, outro antigo, tombado pelo Patrimônio Histórico, chamado de Palacete Dom João VI.

foto: acervo Família Nômade

A vista do terraço é um atrativo à parte. Dá pra ver bem o porto e o centro da cidade. Muito legal.

O Museu funciona de terça a domingo, das 10h às 17h. A entrada é de graça às terças-feiras. Saiba mais aqui.

 

06. Museu Belas Artes (domingo)

O Museu Nacional de Belas Artes fica ao lado do Theatro Municipal do Rio, ali na Cinelândia. Boa parte do que você vai ver lá dentro foi trazido de Portugal por D. João VI, em 1808. Hoje em dia, o Museu tem 70 mil itens no acervo e apresenta também exposições temporárias.

foto: acervo Ministério da Cultura (Flickr/creative commons)

foto: acervo Ministério da Cultura (Flickr/creative commons)

O prédio foi construído para abrigar o Museu e inaugurado em 1908. Junto com o Theatro Municipal, a Biblioteca Nacional e a Câmara Municipal formam um belo conjunto de prédios ali na Cinelândia – lugar que ganhou este nome pelo grande número de cinemas, teatros e bares que funcionavam ali. O ingresso custa R$ 8,00 mas aos domingos os visitantes não pagam!

foto: Zonda Bez (Flickr/creative commons)

foto: Zonda Bez (Flickr/creative commons)

Para saber mais sobre o Museu de Belas Artes, clique aqui.

 

07. Museu do Amanhã (terças)

Que lugar maravilhosamente lindo! O Museu do Amanhã é o novato dos museus do Rio. Foi inaugurado no final de 2015 e tem encantado os visitantes por sua arquitetura, pela maravilhosa vista que se tem da baía de Guanabara e pelas exposições. Isso mesmo. O Museu do Amanhã não é só bonito por fora, a parte interna é também maravilhosa e tem exposições imperdíveis.

museu do amanhãO museu funciona de terça a domingo e o ingresso custa R$ 10,00. A dica é ir às terças-feiras, quando a entrada é “na faixa” pra todo mundo.

Saiba mais sobre o museu e as exposições atualmente em cartaz aqui.

 

08. Praias 

As praias, como você já imaginava, têm entrada gratuita. Isso não significa que você não vai gastar, rsss. Em Ipanema, Leblon e Copacabana você pode alugar o guarda-sol e as cadeiras.

leblonOs ambulantes passam o tempo todo e os preços costumam ser bem salgados. A dica para ser um passeio sem gastos é levar uma canga e seu próprio pique-nique!

 

09. Jockey Clube Brasileiro

A entrada é de graça! Você não paga absolutamente nada para assistir às corridas de cavalo. Se for um dia de grande prêmio tem pula-pula, brinquedos infláveis e touro mecânico para distrair a criançada. Tudo de graça! Agora… se você não vai gastar nenhum tostão é outra história…

IMG_9642

Os páreos no Jockey Clube Brasileiro são realizados às sextas e às segundas a partir das 18horas, e aos sábados e domingos a partir das 15h.

IMG_9652

Se você quiser tentar a sorte, as apostas começam em R$ 2,00. Se preferir guarde o dinheiro e não economize nas fotos. O Jockey Clube  por si só é um lugar lindo!

 

10. Chorinho na Feira de Laranjeiras

A Feirinha de Laranjeiras fica na rua General Glicério e tem ‘de um tudo’: frutas, verduras, bolachas (ou biscoitos), tapioca, roupas, artesanato e… chorinho.

feira

Fotos do Creative Commons (Katie e Roberto Tostes)

Todos os sábados no fim da manhã, um grupo se reúne na pracinha ao lado da Feira para tocar. A plateia é eclética: desde crianças de colo até senhoras e senhores se reúnem para curtir o som do Choro. Um passeio delicioso e, se você resistir ao cheirinho do pastel, de graça!

 

Tem mais alguma dica? Manda pra nós!

 

 

 

 


Leave a comment

A lista completa (com 2 bônus): lugares diferentes para conhecer em Curitiba

A Família Nômade produziu em 2015 vários posts sobre lugares diferentes para você conhecer em Curitiba.  Já visitou todos? Abaixo a relação completa para você fazer um “check list” e mais duas dicas bônus!!

1. Museu Paranaense

palácio são francisco

O prédio que abriga o Museu é conhecido como Palácio São Francisco e foi sede do Tribunal Regional Eleitoral de 1961 a 1987. Hoje abriga exposições temporárias e uma linha do tempo permanente que conta a História do Paraná.

FOTOS 13 DE JAN 051

O Museu Paranaense fica na rua Kellers, 289 e funciona de terça a sexta, das 9h00 às 18h00, sábados, domingos e feriados, das 10h00 às 16h00. A entrada é de graça.

 

2. Schoenstatt

Mesmo que você não seja católico, ou mesmo cristão, vale a pena visitar. O nome certo é Santuário Tabor Magnificat, mas quem costuma frequentar chama mesmo de Santuário Schoenstatt.

sc

O Santuário Tabor Magnificat fica na rua Padre José Kentenich, 552, no Campo Comprido. Veja o mapa aqui. As datas e horários das missas estão no blog do Santuário.

 

3. Memorial Ucraniano

O Memorial Ucraniano foi inaugurado em 1995 e homenageia os imigrantes que chegaram ao Paraná em 1891. O principal atrativo é a réplica da antiga capela de São Miguel, construída na cidade de Mallet, interior do Paraná.

fotos novas 062

O Memorial Ucraniano fica no Parque Tingui, Rua Dr. Mba de Ferrante, s/nº (veja o mapa) e funciona de terça a domingo, das 10h00 às 18h00.

4. Capela Santa Maria

A Capela foi inaugurada em 1939 dentro da antiga sede do Colégio Santa Maria. Hoje, o espaço virou uma bela sala de concertos. Desde 2008, é também a casa oficial da Camerata Antiqua de Curitiba. Por isso, é comum presenciar algum ensaio durante a tarde.

FOTOS 13 DE JAN 021

A Capela Santa Maria fica na rua Conselheiro Laurindo, 273, e funciona de segunda a sexta, das 9h00 às 12h00 e das 14h00 às 18h00, além dos horários de concertos. A entrada para visitação é de graça.

 

5. Café da Livraria Arte & Letra

A Livraria Arte & Letra fica escondidinha, atrás da Casa de Pedra, galeria de arte da Alameda Presidente Taunay. A livraria aposta nos livros diferentes, mais difíceis de encontrar, e dá destaque a autores locais. Lá você encontra, por exemplo, o guia de filmes do jornalista Marden Machado, autor do blog Cinemarden, ou os livros do Manoel Carlos Karam.

livraria

Anote o endereço: Alameda Presidente Taunay, 130, Batel. O horário de funcionamento é de segunda a sábado, das 10h00 às 20h00. Mais informações no site.

 

6. Museu do Holocausto

Curitiba é a única cidade do Brasil a ter um Museu do Holocausto. Com peças originais pertencentes às vítimas, fotos, imagens da época e vídeos com depoimentos de sobreviventes, é um espaço que não só resgata a História como convida à reflexão.

foto do acervo do Museu do Holocausto

Para visitar o Museu do Holocausto é preciso agendar por e-mail. Você escolhe se quer fazer uma visita com ou sem guia. A entrada é de graça. Não é permitida a entrada de menores de 12 anos.

Museu do Holocausto fica no Bom Retiro: rua Cel. Agostinho Macedo, 248. O horário de funcionamento é um pouco fora do padrão: segundas, terças e quartas, das 8h30 às 11h30 e das 14h30 às 17h30. Quinta não abre. Sexta funciona das 8h30 às 11h30 apenas. Sábado também não abre. Domingo das 9h às 12h. Para mais informações e fazer seu agendamento, consulte o site do museu.

 

7. Museu Egípcio

O Museu Egípcio de Curitiba fica no bairro Bacacheri e é mantido pela Ordem Rosacruz.  O acervo conta a história do Antigo Egito e tem o objetivo de mostrar como era a vida na terra dos faraós. As peças expostas não são originais. São réplicas idênticas das que estão em museus do mundo todo. O Museu Egípcio tem também uma múmia de verdade. Isso mesmo! A Tothmea tem 2.700 anos!!

IMG_3563

O Museu Egípcio da Ordem Rosacruz fica na rua Nicarágua, 2620, no Bacacheri. Ele está aberto ao público de segunda a sexta, das 10h00 às 12h00 e das 13h00 às 17h00.

 

8. “Calçada da Fama Animal”

A “Calçada da Fama” dos animais fica em frente à casa principal do Museu de História Natural. Com patinhas de vários bichos da fauna paranaense, o espaço reproduz a ideia a lá Hollywood!!

fama

Vale a pena também conhecer o Museu, que tem em exposição algumas ossadas e animais empalhados.

Museu de História Natural de Curitiba é mantido pela prefeitura. Fica na rua Prof. Benedito Conceição, 407, no Capão da Imbuia. A entrada é de graça. Mais informações aqui.

 

9. Bosque de Portugal

O Bosque chama ‘de Portugal’, mas, na verdade, é uma homenagem à língua portuguesa e às nações onde ela é falada. Na praça, estão oito colunas com os nomes destes países. Dentro do Bosque, foi construída uma estradinha de pedras chamada Alameda dos Cantares.

IMG_3803

Bosque de Portugal fica no Jardim Social, na rua Fagundes Varela, esquina com a Rua Ozório Duque Estrada. Mais informações no site da prefeitura.

 

10. Museu de Arte Sacra

Escondidinho, o Museu de Arte Sacra fica ao lado da Igreja da Ordem, no Largo da Ordem. Uma porta pequena, um corredor comprido e, surpresa, uma grande sala com imagens de santos, objetos usados em missas, obras raras. No total, o acervo tem 800 peças. Algumas bem antigas, como a imagem do Bom Jesus dos Pinhas, do século XVII, ou a Nossa Senhora das Dores, do século XVIII.

ARTE SACRA1

Museu de Arte Sacra funciona de terça a sexta, das 9h00 às 12h00 e das 14h00 às 18h00. Sábados, domingos e feriados, das 9h00 às 14h00. Mais informações no site da Fundação Cultural.

 

11. Arena Digital

A Arena Digital fica dentro da Puc, em Curitiba. É uma mistura de cinema com planetário. Os filmes são projetados no domo, na cúpula da Arena, que tem 14 metros de diâmetro e 7 de comprimento. Eles chamam isso de  projeção em 360 graus imersivo.

360 graus imersivo!!

A proposta da Arena Digital é educativa, portanto os filmes e as sessões do planetário são uma aula super divertida. Confira a programação completa aqui.

 

12. Armazém Santa Ana

No bairro Uberaba, você vai encontrar um típico armazém de secos e molhados. O Armazém Santa Ana foi inaugurado em 1934. É o mais antigo de Curitiba ainda em funcionamento.

IMG_4236Os donos, netos do fundador Paulo Szpak, um ucraniano que chegou ao Brasil em 1929, mantêm muitas tradições antigas: os salames são pendurados no teto, as compotas ficam sobre o balcão, os banquinhos são de palha e estão à venda tamancos de madeira e penicos. Isso mesmo! Penicos! Uma volta no tempo.

penicos e tamancosO Armazém Santa Anta fica na Av. Salgado Filho, 4460. O horário de funcionamento é de de segunda a sexta, das 10h à meia-noite e aos sábados, das 10h às 22h. Mais informações aqui.

 

13. Solar do Barão

O Solar do Barão é hoje um espaço cultural. Dentro do prédio funcionam o Museu da Fotografia, o Museu da Gravura, o Museu do Cartaz e a Gibiteca de Curitiba. Além das exposições, o Solar tem uma programação de cursos bem bacana, como, por exemplo, xilogravura, serigrafia, desenho de HQ e de mangás.

solar do barão

Vale a pena também conhecer a parte histórica. A casa foi construída em 1880 para ser a residência do ervateiro conhecido como Barão do Serro Azul. Depois que ele morreu, executado durante a Revolução Federalista, foi construída uma casa ao lado para a Baronesa morar com os filhos. O exército ocupou a casa do Barão. Em alguns cômodos o piso é original e partes da antiga pintura foram mantidas. Um passeio muito legal!

IMG_4186

O Solar do Barão funciona de segunda à sexta, das 9h às 12h e das 13h às 18h, aos sábados, domingos e feriados das 12h às 18h. Entrada grátis!

 

14. Museu de Arte Contemporânea do Paraná

Conhecer o Museu de Arte Contemporânea é bacana para quem está passeando pelo centro. Ele fica na esquina das ruas Desembargador Westephalen e Emiliano Perneta, atrás do Palácio Avenida.

A casa vermelha, que abriga o museu, foi construída em 1928 para ser o Departamento de Saúde Pública do Paraná. O imóvel é tombado pelo Patrimônio Histórico Estadual, e desde 1974 é a sede do MAC.

IMG_4162

O horário de funcionamento do Museu de Arte Contemporânea do Paraná é de terça a sexta, das 10h às 19h, sábados e domingos, das 10h às 16h. A entrada é grátis.

 

15. Casa Estrela (bônus)

IMG_8106A Casa Estrela é um lugar muito bacana que pouquíssima gente ouviu falar. Ela fica dentro da PUC no Prado Velho. A casa feita de madeira foi construída pelo contador Augusto Gonçalves de Castro na década de 30. Ela tem o formato de uma estrela de cinco pontas, símbolo do Esperanto.

IMG_8116

O Esperanto é uma língua universal, inventada por um polonês em 1887. A ideia de Lázaro Zamenhof era criar um idioma universal, que não fosse de nenhuma nação, pertencesse a todos. No Paraná, o construtor da Casa Estrela, Augusto de Castro, era defensor do Esperanto e dava aulas da língua na parte de baixo do imóvel.

IMG_8113

A Casa é considerada um marco da Arquitetura paranaense porque é feita com tábuas inteiras de pinheiro e não possui nenhum ângulo reto.

A visita é de graça e pode ser feita de segunda a sexta, das 8h às 12h e das 14h às 16h.

 

16. Universidade Livre do Meio Ambiente (bônus)

A UNILIVRE é uma ong que promove cursos sobre meio ambiente e sustentabilidade. Além da parte educacional, a Universidade Livre do Meio Ambiente é um lugar imperdível para quem gosta de natureza e arquitetura.

image2.PNGAs formas do prédio, feito com troncos de madeira, se integram totalmente à mata. Os visitantes podem subir e apreciar a bela vista lá de cima.

image1.PNG

A Universidade Livre do Meio Ambiente fica na rua Victor Benato, no bairro Pilarzinho. O horário de funcionamento do parque é diário, das 8h às 19h.

 Tem mais alguma dica pra nós? Deixe nos comentários!!


Leave a comment

Jockey do Rio de Janeiro: diversão de graça (se você conseguir se controlar)

A entrada é de graça! Você não paga absolutamente nada para entrar e assistir às corridas de cavalo. Se for um dia de grande prêmio, tem pula-pula, brinquedos infláveis e toro mecânico para distrair a criançada. Tudo de graça. Agora… se você não vai gastar nenhum tostão é outra história…

IMG_9642

O Jockey Clube Brasileiro pode ser um lugar muito divertido. Há tempos eu queria levar a Clara, que é apaixonada por cavalos. Os páreos são realizados às sextas e às segundas a partir das 18horas. Sábados e domingos a partir das 15h.

IMG_9652

Se você quiser tentar a sorte, as apostas começam em R$ 2,00. Nós não apostamos, mas nos divertimos um bocado! Isso sem contar que o Jockey Clube  por si só é um lugar lindo: pela construção antiga e pela vista do Cristo Redentor.

IMG_9659_2

 

Para saber mais sobre o Jockey Clube Brasileiro clique aqui.